menu close menu

Meu primeiro biquíni

Aos 20 anos Luana comprou seu primeiro biquíni

e agora aproveita sem medo o melhor da estação

luanaNesse calor quem não usa biquíni, saia mais curta e regata bem aberta? Para deixar o corpo respirar é saudável deixá-lo à mostra. Mas, não tinha jeito de Luana Medrado Figueredo Barbosa, 20, aderir à moda até perder alguns números. Foram 19 quilos em um ano. Um trabalho gradativo e suado, mas que valeu a pena. “O verão chegou mais feliz, comprei meu primeiro biquíni, coisa que não usava nem pensar.”

A história começou há quase um ano, quando Luana resolveu subir na balança e para a sua surpresa lá estavam os dígitos 8 e 7. Espantada, começou a se cuidar. “Cheguei a emagrecer 4 quilos, mas eu sabia que como estava desmotivada teria que sair do trabalholuana depois e ir direto para a academia, porque se não, encontraria uma desculpa. Aí, conheci a Viva Vida e vi que o quadro de ginástica se encaixava no meu horário.’’ Mas a realidade não foi tão doce, Luana precisou de apoio para continuar mais do que algumas semanas. “Eu entrei na academia e pensei: Caracas, que monte de gente malhada e bonita, o que eu estou fazendo aqui?”

Mas logo percebeu algo diferente no ambiente. ‘‘Achei a Viva Vida um lugar alto astral, um ambiente claro, as pessoas atenciosas e todos cooperam com você, seja aluno ou professor.” Logo, a recepção se tornou o principal motivo para ela continuar. “A professora Poliana me recebeu muito bem, fez com que eu ficasse e não desistisse na primeira semana. Depois conheci o Chico, ele ficava no meu pé o tempo todo, mudava meus treinos com freqüência e puxava a orelha mesmo. A agachamentoCelina também foi muito importante. Amei as aulas com ela, é muito animada e adoro fazer aula de jump.’’

Depois do primeiro mês algumas coisas começaram a mudar. Luana sentia-se mais disposta, com mais fôlego e resistência. Isso serviu de incentivo. Passou a ir caminhando do trabalho para a academia, quando antigamente se cansava de subir até o primeiro andar do trabalho. “Tenho mais resistência e qualidade de vida. Eu durmo e me alimento melhor também. Até minha imunidade está mais alta. Desde que comecei a treinar não me lembro de ter ficado gripada.”

Agora a meta de Luana é perder mais alguns quilos e chegar aos 64. Chegou aos 66 no final do ano passado, mas as festas de final de ano não ajudaram muito. Mesmo assim não desanima: “O resultado é demorado, mas é compensador”, diz ela. “Você se sente bem e como está bem transmite isso para as pessoas. Treino todos os dias, sendo que segundas e quartas eu treino musculação e depois aeróbio. Os professores ajudam muito, é muito bom, sem palavras.”

 luana medrado web

29 de maio de 2014 | destaque do mês | 0

Deixe uma resposta